Bandagem

O método Bandagem Neurofuncional foi inventado pelo Dr Kenzo Kase na década de 70 no Japão. Indicada em lesões agudas e crônicas com o objetivo de dar suporte e estabilização muscular permite aos pacientes uma melhor recuperação, é uma ferramenta importante para a prevenção e reabilitação seja no meio esportivo ou na prática clínica.

Promove estímulos sensoriais e mecânicos (elásticos) duradores e constantes na pele. Esta bandagem mantém a comunicação com os tecidos mais profundos através de mecano receptores encontrados na epiderme e derme. Estes resceptores fornecem informações exclusivamente sobre eventos externos que afetam o nosso organismo e dão ao sistema articular elementar a habilidade para detectar estímulos aplicados à pele sobre pequenas áreas e grandes áreas e com duração curtas e contínuas. Estas informações produzem vários efeitos, tais como: Diminuição da dor e da sensação de desconforto; Promove suporte durante a contração muscular; Diminui a congestão do fluxo linfático, assim como extravasamento sangüíneo subcutâneo; Ajuda nas correções dos desvios articulares; Promove auxílio na contração muscular; Promove estímulos, aumento da propriocepção.

O sucesso desta técnica esta associada as particularidades da fita de bandagem. Possui características elásticas (40-60% próximo do tecido muscular), expande-se apenas em 1 sentido, longitudinalmente. Característica delgada (espessura e peso similares a pele), porosa (permitindo as trocas gasosas), cofeccionada algodão (alta tolerabilidade da pele). Possui uma cola sensível ao calor e não possui princípios ativos (medicamentos); Não tem função de imobilização; Hipoalergênica, à prova d'água e pode ser usadas por vários dias. A Kinesio Taping pode ser utilizada em diversas áreas na reabilitação e vem sendo utilizada com sucesso nas áreas esportiva, traumato-ortopédica, estética, neurologica; pediatria, reumatologia e outras.